A miopia é um erro refrativo que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Um dos seus principais sintomas é ver mal ao longe, mas por outro lado, uma pessoa míope vê claramente os objetos próximos.

O que é a Miopia

A miopia, é usualmente percepcionada pela maioria das pessoas como “dificuldades em ver ao longe” ou “ver mal ao longe” e, é uma patologia ocular em que as coisas mais distantes vêem-se desfocadas, mas por outro lado consegue-se ver perfeitamente os objetos mais próximos.

É muito frequente e atinge milhões de pessoas, sendo que muitas delas não o detetam imediatamente, na medida em que nem todos os objetos que se vêem estão desfocados.

Para um míope, ler uma revista ou um menu de um restaurante pode ser uma tarefa fácil, mas ver a matricula do carro da frente pode ser um problema.

Visto de forma um pouco mais técnica, a miopia é um erro refrativo do globo ocular, verificando-se que a imagem dos objetos no olho é focada incorretamente. Uma pessoa com miopia, foca os objetos à frente da retina, originando com que a visão das coisas mais distantes pareçam desfocadas. 

Refractive errors eyeball. Myopia.

Os sintomas da Miopia

Já sabemos que a miopia determina uma redução da qualidade da visão ao longe.

Normalmente, a miopia é identificada pela primeira vez nas crianças na escola. Verifica-se muitas vezes que as crianças não conseguem ver perfeitamente para o quadro, queixam-se de dores de cabeça ou de cansaço pelo esforço que têm de fazer para ver e, isso pode efetivamente prejudicar o seu rendimento escolar. Também em casa tendem a aproximar-se muito da televisão ou objectos. Em algumas situações, a diminuição da visão pode passar despercebida, sobretudo se afetar apenas um olho, podendo-se confundir a miopia com a ambliopia.

De forma a tentar identificar possíveis problemas de visão o quanto antes, é importante a realização de uma consulta de oftalmologia por volta dos três anos idade, para despistar a presença de astigmatismo, miopia ou hipermetropia e, se necessário, proceder à sua correção.

Na idade adulta, os sintomas acima identificados são mais óbvios, porque as necessidades visuais são facilmente detetadas pela própria pessoa e correspondem a dores de cabeça, cansaço ocular ou fadiga na condução.

As causas

A miopia afeta homens e mulheres de igual forma, não se conhecendo a sua causa exata. Costuma estar presente desde o nascimento e normalmente está associada ao astigmatismo. Pode surgir após um traumatismo ou uma cirurgia ocular, mas tem uma forte base genética. Um progenitor míope tem a probabilidade de 20% a 40% de ter um filho com miopia e se ambos os pais forem míopes essa hipótese passa para 30% a 60%.

Sendo controverso e ainda não totalmente comprovado, o excesso de utilização da visão de perto, que inclui a leitura frequente e regular, poderá eventualmente constituir também um fator de risco.

Na maioria das vezes a miopia apresenta-se numa forma simples que vai aumentando durante a infância e a adolescência a um ritmo que pode variar de pessoa para pessoa, não ultrapassando na maioria das vezes as seis dioptrias.

Normalmente, classifica-se a miopia por:

  • Miopia ligeira – até 3 dioptrias;
  • Miopia moderada – entre 3 a 6 dioptrias;
  • Miopia alta – superior a 6 dioptrias.

Uma miopia alta, pode implicar outro tipo de problemas associados e diminuir a qualidade de vida das pessoas que têm este tipo de problemas.

O diagnóstico

É aconselhável uma consulta de Oftalmologia, onde o médico especialista dispõe de diversos equipamentos que lhe permitem uma deteção dos valores da miopia. Sendo que nas crianças existem uma maior dificuldade de colaboração nos testes normais de visão, mas existem alternativas e técnicas que permitem ao médico oftalmologista um diagnóstico preciso. Nesta consulta, todo o globo ocular é avaliado no sentido de estudar as suas características e de excluir possíveis causas de miopia bem como outras doenças oculares.

A Miopia tem cura?

A miopia não tem cura, no entanto, quando corretamente diagnosticada pode ser tratada de modo a corrigir o erro refrativo. Os meios para corrigir a miopia, na atualidade, permitem restituir uma vida perfeitamente normal aos miopes. De igual modo, a miopia com astigmatismo também não tem cura, mas podem ser corrigidos os dois erros refrativos, restabelecendo uma boa acuidade visual aos doentes.

O tratamento

As formas ligeiras de miopia que não interferem de modo significativo com a visão, não requerem tratamento e podem ser corrigidas através da utilização de óculos, normalmente até aos quinze anos de idade.

A partir desta idade, pode-se recorre à utilização de lentes de contacto, caso não existam contra-indicações, como:

  • Alergias;
  • Falta de lágrima; e
  • Exposição intensa a fumos ou a ambientes muito secos.

Se a opção de utilização recair sobre as lentes de contacto existem fatores importantes a ter em conta:

  • Acompanhamento médico regular de forma a assegurar uma rápida deteção e correção, de possíveis problemas resultantes da sua utilização;
  • Higiene e disciplina de utilização.

As lentes de contacto têm tidos nos últimos anos importantes evoluções tecnológicas nos materiais utilizados, além disso existem variados tipos de lentes, por esse motivo a seleção da mais apropriada para cada pessoa deverá sempre depender de uma avaliação médica prévia.

Verifica-se que a utilização dos óculos ou das lentes de contacto, compensam o problema do erro refrativo, mas não o curam nem impedem a sua progressão.

Quando se verifica uma miopia elevada e esta também afeta a qualidade da visão, é necessário corrigi-la podendo recorrer-se a óculos, lentes de contacto ou cirurgia refrativa.

Também é possível recorrer à cirurgia para correção da miopia, neste caso é aconselhável fazê-lo a partir dos 20 anos de idade ou quando se verifica que existe uma estabilização da miopia.

Recorrendo ao médico oftalmologista, após observação e exames, este poderá indicar qual a solução mais indicada para cada caso.

Recorrendo à cirurgia e esta sendo realizada por laser, este sistema permite moldar a superfície da córnea e corrigir os erros de superfície correspondentes à miopia. Este é um procedimento médico simples, que é efetuado sob anestesia local e que tem uma duração média de cerca de 15 a 20 minutos. Este ato permite uma rápida recuperação da visão normal, em menos de 24 horas. Este tipos de cirurgia obtém resultados muito fiáveis e seguros, mesmo quando a miopia está presente com outros problemas combinados como o astigmatismo e hipermetropia.

Como alternativa à cirurgia a laser, também existe a possibilidade da colocação de uma lente dentro do globo ocular que permite compensar a miopia.

Existem várias alternativas para a correção da miopia, verificando-se que a melhor solução para um dado doente, poderá não ser para o outro.

Marcar exame visual

Se tem Miopia ou vista cansada visite uma das nossas lojas da Fábrica dos Óculos Original. Poderá marcar o seu exame visual com um optometrista e escolher os seus novos óculos.

Marque já o seu exame visual gratuito aqui!

Artigos Relacionados

Lentes progressivas e fadiga Ocular pela utilização digital

A fadiga ocular digital é um problema atual que surgiu com a evolução da sociedade moderna e a nossa crescente dependência de dispositivos digitais. Passamos longas horas em frente a ecrãs de televisões, computadores, tablets e smartphones, tanto no trabalho quanto em casa.

Óculos New Balance

Os óculos New Balance unem estilo desportivo e a qualidade, oferecendo designs modernos e funcionais para quem valoriza conforto e performance no dia a dia. Com materiais de alta qualidade e detalhes inovadores, os óculos New Balance são uma escolha confiável para aqueles que procuram óculos versáteis que combina moda e funcionalidade.